Espetáculos

ESPETÁCULOS FESTIM 2014

FESTIM _ Festival de Teatro em Miniatura _ Programação de Espetáculos 2014

.

 

FESTIM _ Espetáculo a ÁRVORE GENEROSA _ grupo Ecozoico _

Release: ‘A Árvore Generosa’, o clássico texto de Shel Silverstein de 1964 conta a história do amor entre uma árvore e um menino. A árvore é a amiga amorosa que dá tudo ao menino, suas folhas, seus frutos, sua sombra. Os estreitos laços que aproximam o menino e a árvore transformam-se, pouco a pouco, em distância e silêncio. No entanto, a dinâmica que se vê entre o menino e a árvore mostra também a passagem do tempo e dos valores que são reavaliados com ela, numa relação de troca sincera e desinteressada – essa que o homem parece desaprender nas exigências da vida adulta. É uma fábula sobre a amizade, a consciência ecológica e a ambição do homem perante a generosidade e a força da natureza.

Ficha técnica: Texto: Shel Silverstein | Adaptação: Felipe Rocha | Músicas: “As canções que minha mãe me ensinou”, Antonin Dvorák | Sonata Trio, Opus 1, no.2, (Allegro), Vivaldi   |   “Canção de Solveig”, Edvard Grieg | “Malagueña”, Isaac Albéniz | “Dança Norueguesa nº 2”, Edvard Grieg | “A Truta”, Franz Schubert | Luz: Felipe Rocha e Icaro Zanzini | Manipuladores: Felipe Rocha e Icaro Zanzini |

Duração: 15 min

Minibio: O Grupo Ecozóico surgiu com intuito de unir a arte e o meio ambiente, abordando a questão ecológica, por reconhecer que as ações humanas vem comprometendo a integridade da Terra. Tem como objetivo fazer com que o ser humano se reconheça como parte integrante do meio ambiente, desenvolvendo o sentimento de pertencimento a família humana, a Terra, e assim alterar o atual estado de consciência, para que possamos despertar valores e atitudes ecologicamente corretos. O grupo criado e coordenado por Felipe Rocha e composto por Icaro Zanzini e Thais Cavalcante utiliza em suas montagens a linguagem do teatro de animação e pretende ser reconhecido pela maneira autêntica e inspiradora de sensibilizar.

.

FESTIM _ Espetáculo CORAÇÃO ALADO _ Iasmim Marques _ Grupo Girino Teatro de Animação _

Release: O espetáculo Coração Alado apresenta o universo de uma menina que segue na tentativa de não ser mais ‘diferente’. Na narrativa, o voraz cotidiano em que vive não a integra e sim a devora. Mas ela compreende de que ser estranha acabou por fazer misteriosamente parte de sua vida. “Coração alado” é um espetáculo que se utiliza da técnica do teatro de sombra para expressar a transformação de um estado de existência para outro. Assim, o espectador é convidado a olhar através de um orifício e compartilhar o segredo guardado dentro dessa caixa pulsante.

Ficha técnica: Criação, dramaturgia, figurinos e manipulação: Iasmim Marques | Construção de silhuetas: Iasmim Marques e Maikon Rangel | Trilha sonora: Tiago Almeida | Produção: Grupo Girino

Duração: 02 min

Minibio: Iasmim Marques é graduada em Teatro pela Escola de Belas Artes da UFMG. Atriz, arte-educadora, produtora e figurinista do Grupo Girino. Coordena a elaboração, produção executiva e gestão de projetos culturais da companhia. Como atriz, participa dos espetáculos “O Fantástico Circo de Papel”, “MetaForMose”, “Teatro de Papel” e “Coração Alado”.

.

FESTIM _ Espetáculo E A CASA CAIU_ Companhia da Sombra _

Release: Você tem medo de fantasmas? Você tem algum grande amigo e faria tudo por ele? Wilson responderia sim para essas duas perguntas, mas nunca pensou que seu melhor amigo poderia lhe colocar numa enrascada assustadora! Wilson é escritor e mora numa cidadezinha muito pacata e tranquila, mas ao receber uma carta de seu velho amigo Rubens Usher, Wilson decide deixar sua casa para ajudar seu amigo, que estava vivendo em uma casa onde acontecia coisas estranhas. Ao chegar na misteriosa casa dos Usher, teve várias surpresas tenebrosas e pôde provar o valor de uma verdadeira amizade!

Ficha técnica: Atuação, concepção e bonecos: Daiane Baumgartner | Direção: Bruno Hayata e Fabíola Gonçales | Música original: Bruno Hayata

Duração: 30 minutos

Minibio: A Companhia da Sombra surgiu em dezembro de 2013 com o objetivo de pesquisar a linguagem do teatro de sombras e suas relações com o gênero do horror. Assim, em fevereiro de 2014 iniciamos o processo de montagem de nosso primeiro espetáculo infantil, intitulado “E a Casa Caiu!”, livremente inspirado em um conto de Edgar Allan Poe. Já no seu primeiro ano de vida, a Companhia da Sombra teve seu primeiro projeto, intitulado “Luz, Sombra e Meio Ambiente”, em que busca ressaltar a importância da preservação do meio ambiente, aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura. No mesmo ano também fomos contemplados pelo ProAC nº 10/2014, prêmio para Primeiras Obras de Produção de Espetáculo e Temporada de Teatro, com nosso segundo projeto intitulado “Companhia da Sombra: Redescobrindo o Horror Gótico do séc. XIX”. Assim, a Companhia da Sombra busca ampliar suas pesquisas fomentando a produção teatral com esta linguagem tão efêmera e cheia de possibilidades que é o teatro de sombras. Vida longa a Companhia da Sombra!

.

FESTIM _ Espetáculo HISTÓRIAS DE ASSOMBRAR _ Cia Luzes e Lendas_

Release: Sr. Juca, homem pobre, procura alguém para batizar seu sétimo filho que acaba de nascer. Sem conseguir o tal padrinho, o Sr. Juca aceita que ‘a dona Morte’ batize o menino e a partir daí passa a receber uma ajuda que faz com que ele melhore de vida. O Sr. Juca, julgando-se esperto, passa a enganar a morte, mas acontece algo inesperado.

Ficha técnica: Texto/Adaptação: Valter Valverde | Atores/manipuladores: Lourenço Amaral Júnior e Valter Valverde | Concepção visual: Lourenço Amaral Júnior | Cenário, adereços e confecção dos bonecos: Cia Luzes e Lendas

Duração: 08 min

Minibio: A Cia Luzes e Lendas formou-se em 1999, faz parte da Cooperativa Paulista de Teatro e desenvolve um trabalho na área de teatro de animação, dedicando-se um pouco mais ao teatro de sombras, realizando oficinas de teatro de sombras e tem em seu repertório Contações de Histórias com o uso do teatro de sombras, intervenções com teatro em miniatura (“Brincadeiras do Nenê”, “O Circo” e “Histórias de Assombrar”) e espetáculos de teatro (“Em Rios e Florestas”, “Luz em Dezembro”, “Albertinho, O Menino Voador” e “Luas e Luas”).

.

FESTIM _ Espetáculo ISTO NÃO É UMA CAIXA _ Tiago Almeida _ Grupo Girino_

Release: O espetáculo “Isto não É uma Caixa” é realizado nas técnicas do teatro de sombras e apresenta o universo poético e conceitual do pintor belga René Magritte. Trata-se de uma viagem pelas imagens metafóricas do realismo fantástico do artista onde figuras simbólicas adquirem uma atmosfera mágica e misteriosa.

Ficha técnica: Criação, dramaturgia, construção de silhuetas, trilha sonora e manipulação: Tiago Almeida | Figurino: Iasmim Marques | Produção: Grupo Girino

Duração: 01 min 50 seg

Minibio: Tiago Almeida é diretor artístico do Grupo Girino e coordenador do FESTIM – Festival de Teatro em Miniatura. Graduado em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da UFMG, desenvolve pesquisas em artes visuais, vídeo, teatro de bonecos e sombras, experimentando novos suportes expressivos.

.

FESTIM _ Espetáculo REALEJO POETICO _ Cia Patética_

Release: O Realejo Poético é uma intervenção original que estabelece contato com as pessoas através do lirismo da poesia e do encanto do teatro de animação, permeados por uma música doce, suave, que embala lembranças e desperta emoções. Trata-se de uma intervenção itinerante na qual um bonequinho – chamado carinhosamente de “Poeta” – sorteia poesias para o público ao som de música ao vivo. Foi criado pela Cia. Patética em Maio de 2003 com a intenção de resgatar a beleza da escrita e da oralidade que as poesias nos proporcionam, aprofundando ainda mais as pesquisas e trabalhos da Cia. no contato com o público através do Teatro de Animação.

Ficha técnica: Idéia Original e Produção: Cia. Patética | Direção: Cia. Patética | Elenco: Fábio Parpinelli, Liz Moura e Neto Medeiros

Duração: 01 hora

Minibio: Desde 2001 a Cia. Patética vem desenvolvendo trabalhos interessada na investigação das possibilidades existentes na linguagem do Teatro de Animação, especialmente inserida no universo infantil. Hoje, com treze anos de existência, a Cia. Patética mantém um repertório de espetáculos, contações de histórias e intervenções que consolidam a nossa história e a nossa qualidade através da diversidade e do aprimoramento constante desse trabalho: Aimirim e a Terra Sem Mal – espetáculo (2001); A História de Rapunzel – espetáculo (2002); Realejo Poético – intervenção (2003); Histórias de Papel – contação (2004); Africanamente – contação (2005); História sem Tempo que Conta o Tempo – espetáculo (2007); Prazer, Poesia! – intervenção (2007); Sonho de uma Noite de Verão – espetáculo com o Núcleo N3 (2008); A Criatura – espetáculo com o Núcleo N3 (2010); Historiar – contação (2010); Suma daqui, Menino! – espetáculo (2011); Retrato Poético – intervenção (2012); Historias do que é e do que pode ser – contação (2012); Histórias em todos os sentidos – livro/CD (2013/2014).

.

FESTIM _ Espetáculo COTIDIANO _ Maikon Rangel _ Grupo Girino _

Sinopse: Realizado nas técnicas do teatro de sombras o espetáculo “Cotidiano”, apresenta os devaneios de um jovem, inspirado na poesia concreta o espetáculo utiliza elementos gráficos exaltando os sentimentos em uma viagem onírica.

Ficha técnica: Criação, dramaturgia, figurinos, construção de silhuetas e manipulação: Maikon Rangel | Trilha sonora: Tiago Almeida

Duração: 2 min

Minibio: Maikon Rangel é bonequeiro, artista plástico e produtor. Graduado em Artes Plásticas pela UFU e produtor na companhia Buzum em São Paulo. Desenvolve projetos em cenografia, teatro de bonecos e sombras. É colaborador do Grupo Girino Teatro de Animação e editor da Revista Anima.

.

FESTIM _ Espetáculo UMA SAGA MACUNAÍMICA _ Ciclistas Bonequeiros _

Release: Macunaíma, herói de nossa gente, cansa de dandar pra ganhar vintém, se cansa da terra e resolve morrer. Assim, pode se tornar estrela e brilhar no seu.

Ficha técnica: Direção e Dramaturgia: Gustavo Guimarães Gonçalves | Confecção de Mini Teatro: Flor de Castro | Manipulação: Fernanda Dantas

Duração: 5 Minutos

Minibio: Os Ciclistas Bonequeiros pesquisam a linguagem do teatro de animação utilizando a cidade como maior cenário. Seu Palco? Uma Bicicleta. O projeto que existe desde 2010 graças ao programa VAI (Lei de incentivo para atividades na Periferia de São Paulo). Em 2014 fez parte do Circuito SESC de Artes e Circulou por diversas cidades do Estado de São Paulo. O projeto mescla sustentabilidade, teatro, mobilidade e é realizado para toda a família. Se Maomé não vai até o Teatro, O teatro Lambe-Lambe vai até Maomé!

.

FESTIM _ Espetáculo E ASSIM PASSAM OS DIAS… _ Sueli Andrade_

Release: Duas velhas companheiras de cena vagam pelo mundo numa eterna turnê. Uma mala contém tudo que precisam para reviver os seus passados dias de glória.

Ficha Técnica: Concepção, atuação, figurino e adereços: Sueli Andrade | Participação especial: Sergio Rivas Insua

Duração: 15 min

Minibio: Atriz, palhaça e dançarina, atua desde 2006 nos Doutores da Alegria. No teatro de animação teve contato, por meio de oficinas, com os trabalhos da Cia Articularte, Cia Mevitevendo, Grupo Sobrevento, Xavier Bobés (Espanha), Katie Deville (França), Agnes Limbos (Bélgica), e Philipe Genty (França). Atualmente integra o elenco da Cia. Vai Antonio! de Teatro (melodrama), Grupo Sampalhaças (mulheres palhaças) e Grupo Sobrevento (teatro de objetos e bonecos).

.

FESTIM _ Espetáculo 13 gotas _ buzum! _

Release: Num laboratório, dois cientistas ‘malucos’ explicam para os alunos, de forma lúdica e sensorial, a importância da água. Desde a gestação, quando os humanos estão imersos em líquido uterino, até nos alimentos, nos órgãos do corpo e na natureza. Os diferentes estados da água – gasoso, líquido e sólido – são mostrados, assim como os ciclos de chuvas. ‘A peça mostra como estamos imersos em água, e muitas vezes não notamos’, conta Mariane. Utilizando várias técnicas do teatro de bonecos, os atores mostram que a água está em tudo: no céu, nas nuvens, embaixo da terra, nos lençóis freáticos, nas lágrimas, no suor, no sangue, nos ossos, pele e cabelo. Com um mapa mundi em cena, as crianças conseguem visualizar exatamente quais partes do planeta têm água salgada, nos mares, e água doce, em seus rios, em menor quantidade. E que, por isso, é preciso que se tenha consciência do uso desse bem do chamado ‘planeta azul’.

Duração: 20 min cada sessão

Horários: 14h30, 15h30, 16h30 e 17h

Sobre o Artista/Grupo: A companhia mantém e desenvolve a premissa de unir o teatro à educação, tendo se apresentado em mais de 250 escolas, num total de 120 mil quilômetros rodados. Nos quatro anos em que está na ativa, e 3.600 apresentações na bagagem, o projeto conta com um público de mais de 160 mil crianças em 125 cidades (entre São Paulo, Rio, Maranhão, Paraná, Espírito Santo e Bahia). Adaptado em um ônibus que se transforma em sala de teatro, o BuZum! é equipado com palco, iluminação, ar condicionado e espaço para a plateia com capacidade para receber até 55 espectadores por sessão.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s